Tempo:
19 C
broken clouds
Curitiba
umidade: 93%
vento: 2 m/s E
H19 • L19
Sáb
30 C
Dom
26 C
Seg
29 C
Ter
26 C
Qua
27 C
HomeDestaquesÓpera de Arame inaugura Vale da Música, projeto inédito no país com palco flutuante e mais de 800 apresentações
Vale da Musica

Ópera de Arame inaugura Vale da Música, projeto inédito no país com palco flutuante e mais de 800 apresentações

por | set 20, 2018 | Destaques, Diversão

Com apresentação do Bradesco e realização da Futura Fonte em parceria com a DC Set Eventos, Curitiba ganha o Vale da Música, um projeto ímpar no país que mudará o cotidiano da Ópera de Arame. Entre os pontos turísticos mais visitados da cidade, o espaço tem recebido benfeitorias e revitalizações constantes para o melhor atendimento ao público. Agora, uma nova fase se inicia com a implantação de música e cultura diariamente. Um palco flutuante e móvel no meio do lago da Ópera de Arame irá receber shows ao vivo de música instrumental, de terça a domingo, das 10h às 18h. A estreia do projeto será 21 de setembro.

“O Vale da Música é um projeto que destacará Curitiba no cenário cultural do país. Um grande intercâmbio artístico que envolverá músicos de alta qualidade, possibilitando ao público uma aproximação às várias vertentes da música instrumental. É um marco em um dos pontos mais visitados da cidade, que ganhará outro significado com o projeto”, conta Alan Eccel, sócio da empresa Futura Fonte.

A ideia de oferecer mais para a cidade com o Vale da Música veio da vocação artística do local e com o objetivo de manter a programação do espaço, além dos shows que acontecem à noite. Com a nova programação, o Vale da Música espera receber 100 mil pessoas por mês nos eventos, ao longo de um ano de projeto.

“É com muito orgulho que anunciamos essa nova fase do Parque das Pedreiras. A Ópera de Arame, um espaço que historicamente recebe grandes espetáculos, agora terá um calendário diurno de música e arte. Esse é apenas o embrião de um universo de possibilidades culturais que o Vale da Música trará para a cidade, graças à parceria com o Bradesco, que presenteia a cidade com esse projeto. Será uma referência no país que irá impactar no turismo e, principalmente, na relação dos próprios curitibanos com a Ópera”, celebra Hélio Pimentel, Vice-presidente de Operações do Parque das Pedreiras e sócio da DC Set Eventos – Curitiba. O Parque das Pedreiras consiste no conjunto turístico da Pedreira Paulo Leminski e Ópera de Arame.

Mais de 800 shows durante um ano

Com a proposta de democratizar a cultura e dar vida ao cenário musical da cidade, o Vale da Música terá quase 200 horas mensais de shows ao vivo. Com a curadoria musical de Victor Gabriel Castro, já são mais de 50 grupos selecionados para participar. Além de composições autorais, o Vale da Música também contará em seu repertório com mais de 150 releituras de grandes sucessos da história da música desenvolvidas exclusivamente para o projeto.

“Nossa prioridade é trazer a diversidade musical ao palco do Vale da Música. Dentre os grupos pré-selecionados temos diversos estilos como MPB, choro, world music, clássicos do rock, blues, jazz e flamenco. Vai ser um grande espetáculo”, comenta Castro, instrumentista e compositor que atua como produtor cultural em Curitiba há 10 anos.

Um novo cenário para a Ópera de Arame

O palco flutuante é um dos destaques do Vale da Música. Com estrutura móvel desenvolvida exclusivamente para o projeto e arquitetura que remete mais a uma escultura, o palco será visível de várias partes da Ópera de Arame, centralizado a seis metros para dentro do lago. Desenvolvido pelo arquiteto Felipe Guerra, a inspiração veio da própria arquitetura do teatro, sem interferir na composição do todo.

“Foi um projeto que me envolvi emocionalmente ao criar e fazer parte. Para a concepção utilizei os mesmos materiais da Ópera de Arame na estrutura, e trouxe o movimento orgânico na cobertura em lona cristal, como se estivesse saindo da água e retornando ao lago”, explica Guerra.

O palco móvel e flutuante possui 6 x 4 metros e terá um sistema de sonorização para que a música harmonize todo o ambiente. Além disso, uma iluminação especial foi criada para o palco, que o tornará uma escultura de luz em meio ao lago ao entardecer.

Para fazer parte dessa experiência cultural, o público contribuirá com o valor de R$ 10 inteira e R$ 5 a meia-entrada. Moradores de Curitiba podem aproveitar o evento com a tarifa promocional de meia-entrada.

Um novo conceito

As novidades não param por aí. O Vale da Música é a primeira de muitas outras ações culturais que estão na programação desta nova fase do Parque das Pedreiras. Exposições, a loja do Parque das Pedreiras, o espaço gastronômico Ópera Arte e o futuro teleférico irão garantir uma nova experiência aos visitantes e moradores da Cidade de Curitiba.

“O Bradesco ficou muito feliz com o convite para patrocinar o Vale da Música. Pelas suas características e formato, é um projeto que está muito em linha com os valores do Banco de apoiar manifestações culturais que democratizem a arte e promovam transformações sociais”, comenta o diretor de Marketing do Bradesco, Márcio Parizotto.

Programação

SERVIÇO VALE DA MÚSICA

Apresentações musicais: terça a domingo

Horário: das 10h às 18h.

Local: Palco flutuante – Ópera de Arame

Endereço: Rua João Gava, 970 – Abranches.

Sobre o Bradesco Cultura

Com mais de 350 projetos patrocinados anualmente, o Bradesco acredita que a cultura é um agente transformador da sociedade. O Banco apoia iniciativas que contribuem para a sustentabilidade de manifestações culturais que acontecem de norte a sul do País, reforçando o seu compromisso com a democratização da arte. Com apoio a eventos regionais, feiras, exposições, orquestras, musicais e muitos outros, a instituição tem, ainda, uma plataforma de naming rights com o Teatro Bradesco, que conta com unidades em São Paulo e Rio de Janeiro. Em 2018, já passaram pela Temporada Cultural do Bradesco as exposições Julio Le Parc, Mira Schendel e Hilma af Klint, os espetáculos Bibi Ferreira, Ayrton Senna e Peter Pan, o Lollapalooza Brasil, além de eventos regionais como os festivais de Parintins, Tiradentes, a festa junina de São João do Caruaru e de Campina Grande, o Festival Amazonas de Ópera, além do Natal do Bradesco de Curitiba.

Sobre o Parque das Pedreiras

Em agosto de 2012, a empresa DC Set Eventos ganhou a concessão dos espaços culturais Ópera de Arame e Pedreira Paulo Leminski, juntos denominados como Parque das Pedreiras. Durante 2012 e 2014, o complexo passou por um processo de revitalização em sua infraestrutura. O Parque das Pedreiras abriu suas portas em 2014 e desde então desenvolveu e sediou inúmeros concertos e festivais nacionais e internacionais em seus espaços. Concluídas as fases de revitalização do espaço e inserção de Curitiba no roteiro das principais turnês, o Vale da Música representa um novo e relevante passo para a operação do Parque das Pedreiras: criar uma constante programação durante o dia que contribua para a difusão acessível da cultura na sociedade.

Sobre a Futura Fonte

Proponente do Vale da Música, a Futura Fonte é especializada em iniciativas que fazem da cultura um instrumento de formação e valorização do indivíduo. O grupo realiza eventos e também atua de forma constante na promoção de ações de responsabilidade social conectadas à música, como a associação com a ONG internacional Playing For Change. No Parque das Pedreiras é um dos parceiros da DC Set Eventos na realização de eventos culturais no complexo.

Escrito por

Curitiba do nosso jeito!