HomeCultura5 dicas para quem quer empreender em Marketplaces
man-using-dell-laptop-3197390

5 dicas para quem quer empreender em Marketplaces

por | Maio 9, 2020 | Cultura

Um shopping center convencional é um local físico onde compradores encontram infinitos tipos de vendedores. Mas, e no mundo virtual?

Assim como nos ambientes físicos, no espaço virtual esses shopping centers também existem, e têm o nome de marketplaces. Espaços em que compradores também encontram vendedores, mas a nível mundial. O modelo de negócio surgiu no Brasil em 2012 e é o principal canal de vendas na internet, com a preferência de 52% das empresas (segundo pesquisa do Sebrae de 2018).

Os maiores marketplaces do Brasil são: Mercado Livre, Amazon, B2W (Americanas, Submarino e Shoptime), Carrefour, Magazine Luiza, Netshoes, Saraiva e Walmart.

Com a pandemia do novo coronavírus, muitos empreendedores voltaram os olhares para esses espaços virtuais, mesmo conhecendo pouco sobre o tema. Para orientar essas pessoas, o coordenador dos cursos de Varejo Digital e Gestão Comercial do Centro Universitário Internacional Uninter, Elizeu Barroso Alves, listou cinco dicas para quem quer começar a vender nesses ambientes.

1 – Diferencial

Toda empresa deve conhecer os seus diferenciais e deixá-los claro para os clientes. Por exemplo: frete grátis, preços promocionais, variedade ou exclusividade de produtos.

2 – Imagem

Uma imagem vale mais do que mil palavras. Isso se aplica e muito nos marketplaces. Os consumidores devem ter a capacidade de olhar as fotos e identificar a riqueza dos detalhes, bem como usar a ferramenta de zoom. Invista em fotos com alta qualidade e grande variedade. Lembre-se: quanto maior a exposição, maiores as chances de os consumidores adquirirem o produto.

3 – Descrição dos produtos

Produtos com maiores detalhes nas descrições e ficha técnica tendem a aumentar o interesse dos consumidores, que, inclusive, utilizam os dados como forma de comparação. Com uma boa descrição, você ganha visibilidade. Um bom anúncio pode ser a chave do sucesso.

4 – Frete

O consumidor achou um produto bacana, a um preço bom. Porém, na hora de fechar a compra ele se depara com o valor do frete, fica assustado e vai embora. Ou então, o valor do frete é agradável, porém o prazo é extenso. Lembre-se que em um marketplace haverá empresas vendendo os mesmos produtos que você, e muitas vezes dos mesmos fornecedores. Uma estratégia de frente sempre é um bom diferencial. Faça uma análise da média dos prazos e preços de seus concorrentes e apresente aos clientes mais opções.

Por exemplo, é sabido que, quanto mais rápido, maior é o valor do frete. Torne essa questão atrativa e trabalhe com frete grátis quando possível, principalmente se o consumidor comprar muitos produtos.

5 – Capriche no atendimento ao cliente

Quando você vai a um shopping center e é mal atendido, você dá meia volta e entra na loja ao lado. No marketplace ocorre o mesmo, porém em tamanho exponencial. Elabore anúncios criativos que cativem os consumidores. Responda quando eles entram em contato e faça uma pesquisa de satisfação após a entrega. Assim, será possível conquistar boas avaliações e elogios.

Alves ainda faz um alerta: “além de todos esses passos, para ter sucesso em um marketplace, aumentar a visibilidade da empresa e realizar bons negóciosé necessário planejamento”.

 

Escrito por

Curitiba do nosso jeito!