Este sábado (18/3), será repleto de atrações especiais para os amantes de artes e design na cidade de Curitiba. Em uma ação em conjunto, as galerias SIM e Simões de Assis Galeria de Arte e a loja Bossa – Mobiliário Moderno Brasileiro irão abrir simultaneamente com o lançamento de mostras inéditas, que vão reunir o melhor da arte contemporânea e moderna, e mobiliários de dois grandes nomes do design mundial. O grande destaque do evento será a inauguração oficial da Bossa – Mobiliário Moderno Brasileiro, loja conceito que tem como foco mobiliário vintage original de época, trabalhando com peças brasileiras produzidas entre as décadas de 1950 e 1980. Comparadas a obras de arte, as mobílias e objetos de design da Bossa serão apresentadas em um formato de exposição, com lançamentos bimestrais. Em sua exposição de inauguração, que será aberta no próximo sábado, a loja contará com duas mostras individuais de grandes nomes do design mundial: Oscar Niemeyer e Jorge Zalszuspin. Na SIM Galeria, será aberta uma exposição que vai reunir obras do artista curitibano André Azevedo, que expõe pela primeira vez na galeria, e do norte-americano James English Leary, que atualmente está em residência artística na cidade de São Paulo produzindo as

Leia Mais

A Pinacoteca de São Paulo, museu da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, apresenta, a partir do dia 04 de março, uma instalação da artista curitibana Eliane Prolik no segundo andar do edifício da Luz (sala C). A obra já foi exposta em Londrina e Curitiba e faz parte da coleção da instituição desde 2012, quando foi adquirida pelos integrantes do Programa Patronos da Arte Contemporânea, projeto pioneiro fundado pela Pinacoteca neste mesmo ano. Intitulada “Pra que” (2007-2009) ela possui 45 placas de veículo em alumínio e pintura eletroestática que ficam suspensas na parede e possuem palavras em relevo branco sobre branco. “Essa obra explora o potencial de confronto entre a palavra e a imagem. Será a oportunidade apresentá-la pela primeira vez na Pinacoteca e no Estado e de propor um diálogo com as demais obras expostas na Pinacoteca neste período”, explica a curadora Valeria Piccoli. Para a artista, “Pra que” trata da experiência urbana, dos fluxos do trânsito e do pensamento e formulação de linguagem. Além de questionar o sentido das coisas. “A apreensão da obra se dá para quem se situa diante dela, na possibilidade de formar conjuntos diversos, maiores ou menores de leituras. Cada placa é um objeto em si, porém aberto a conexões e

Leia Mais

O Espaço de Arte Francis Bacon, da Ordem Rosacruz – AMORC, abre sua programação de exposições coletivas para a temporada de 2017. Universos Particulares é o tema da primeira mostra, que poderá ser vista entre os dias 06 de março e 13 de abril. Sob a curadoria do artista plástico Luiz Lavalle, a exposição exibe 30 obras das artistas Cecifrance Aquino, Raquel Frota e Fernanda Alonso. A galeria abre de segunda a sexta-feira das 13h30 às 17h, com entrada franca. Ao selecionar as obras para compor a exposição, Luiz Lavalle buscou a originalidade e a consonância com a produção contemporânea em pintura, respeitando obviamente o processo pessoal de cada artista, pois a ideia de montar Universos Particulares “surgiu a partir da necessidade de mostrar ao público o resultado da produção recente das artistas. Elas se conhecem há bastante tempo e estavam dispostas a realizar uma exposição em conjunto”, conta o curador, que espera alcançar vários públicos com conhecimento ou não em artes nesta exposição. Com estilo próprio, cada artista traz em sua essência princípios e trajetórias de diferentes gerações, mas há algo comum entre elas: compartilham a ideia de que a arte é um dos caminhos para manter-se viva e atuante. “Daí vêm questões do empoderamento

Leia Mais

O Museu Oscar Niemeyer (MON) abriga a intervenção “Yo Soy You”, de Arnaldo Antunes, no chão de vidro, vão-livre do museu. A exibição da obra é uma parceria entre o MON e a Curitiba Literária (evento promovido pela Bienal de Curitiba), e traz a proposta de gerar uma reflexão sobre o diálogo entre artes visuais e literatura. A mostra também dá início às ações comemorativas dos 30 anos da Bienal de Curitiba, que vai reapresentar anualmente uma intervenção urbana de um artista que já tenha participado da Bienal em edições anteriores. Arnaldo Antunes foi o escolhido para iniciar as comemorações com a obra ”Yo Soy You”. Sobre a Curitiba Literária | Bienal de Curitiba 2016 Em 2016, a Bienal de Curitiba deu início ao projeto Curitiba Literária reunindo grandes nomes da literatura brasileira e paranaense para debater literatura com o público em diversos espaços da cidade. Sobre Arnaldo Antunes Conhecido principalmente por seu trabalho como músico, Arnaldo Antunes é compositor, poeta, cantor, artista visual e performer. Fez sucesso como membro da banda Titãs, Tribalistas e como artista solo. Em paralelo com a carreira musical, Antunes participou de diversas mostras de artes visuais e performáticas no Brasil e no exterior, como expositor, performer e curador. Serviço Intervenção “Yo Soy

Leia Mais

O Museu Oscar Niemeyer (MON) apresenta duas atividades especiais na programação desta semana. Nos dias 18 (domingo)e 21 (quarta-feira) de dezembro o público poderá participar de oficinas e visita mediada por uma das exposições em cartaz. Toda semana, a Ação Educativa do MON traz uma programação diferente para o público, sempre aos domingos e quartas-feiras. No domingo, 18/12, terá uma oficina de confecção de brinquedo em que os participantes poderão criar maracás, espécie de chocalho indígena. A oficina acontece entre às 11h e 17h. Haverá, ainda, visita mediada pela exposição “MAC-MON: um diálogo”, às 15h, no Olho. Na quarta-feira, 21/12, a programação se repete, nos mesmos horários. A mostra “MAC-MON: um diálogo” é composta por uma seleção de obras do acervo do Museu de Arte Contemporânea do Paraná (MAC-PR) e do acervo do Museu Oscar Niemeyer (MON). Entre os artistas expostos estão Arcângelo Ianelli, Daniel Senise, Eliane Prolik, Emanoel Araújo, Ione Saldanha, Maria Bonomi, Nelson Leiner, Osmar Chromiec, José Rufino, entre outros. Aos domingos a entrada no MON custa R$ 12 e R$ 6 (meia-entrada). Maiores de 60 e menores de 12 anos têm entrada franca. Nas quartas a entrada é sempre gratuita. A retirada de ingressos no museu pode ser feita até

Leia Mais

O Museu Oscar Niemeyer (MON) recebe a intervenção “Panapaná” no jardim externo. São mais de quatro mil borboletas de cerâmica, produzidas por cerca de 80 artistas do coletivo “Cerâmica Contemporânea Curitiba”. “Panapaná” é um termo de origem Tupi que significa coletivo de borboleta, representando o grupo de artistas que criaram as peças expostas. As borboletas, assim com a argila usada, representam renovação, transformação e metamorfose. Esta é a quarta edição do projeto de intervenção de cerâmica no museu. Em 2015, o museu recebeu várias peças inusitadas de pássaros em pleno voo, expostas no jardim e espelho d’água. Diferente das instalações anteriores, este ano as borboletas exibirão o vitrificado da cerâmica em cores variadas. A mostra ficará aberta ao público até dia 5 de março de 2017 e a entrada é gratuita. Serviço Intervenção “Panapaná” – Coletivo Cerâmica Contemporânea Curitiba Até 5 de março de 2017 Local: Jardim externo do MON Entrada gratuita

Leia Mais

Toda semana, o Museu Oscar Niemeyer (MON) prepara uma programação dedicada aos visitantes no Domingo+Arte e na Quarta Gratuita. As atividades são preparadas pela equipe da Ação Educativa do museu e nesta semana, dias 16 e 19 de outubro, haverá oficinas e visitas mediadas. No Domingo+Arte, dia 16, a equipe da Ação Educativa conduz uma oficina de pintura de observação em aquarela, das 11h às 17h. Haverá também visita mediada pela exposição “Memória das ruas – Retratos dos Personagens de Curitiba”, às 15h, na sala 3. Na Quarta Gratuita, a programação se repete com os mesmos horários. A exposição “Memória das ruas – Retratos dos Personagens de Curitiba” apresenta retratos e esculturas de personalidades da sociedade curitibana, do acervo do Museu Paranaense. A coleção foi instituída em 1886 sob o título de Pinacoteca Paranaense e é um registro da história de Curitiba. Obras do acervo do MON também fazem parte da mostra. Aos domingos, a entrada no MON custa R$ 12 e R$ 6 (meia-entrada). Maiores de 60 e menores de 12 anos têm entrada franca. Nas quartas a entrada sempre é gratuita. A retirada de ingressos no museu pode ser feita até as 17h30, na bilheteria. Serviço Domingo + Arte no Museu Oscar Niemeyer 16

Leia Mais